18 de abril de 2016



Participe do 2º Arraiá Caipira, que acontece no dia 27 de junho, na Chácara Vale do Sol, com a presença da cantora Margareth Menezes.

18 de outubro de 2013

Seringal Novo Encanto

                               Passeio no Rio Iquiri - Seringal Novo Encanto
M. Sebastiao (Gerente do Seringal),  M. Mario Marques ( Novo Encanto) e M. Francisco Herculano( MGR)      

Foto aérea da Área de terra localizada no munícipio de Lábrea - AM
Adquirida  para  fins  de  preservação  por   meio  de  doação  da  Aurora  Foundation; levantamento  de  recursos  iniciado  por  Luis  Maciel  da Fundação  da  Associação  Novo  Encanto  de   Desenvolvimento  Ecológico  para  receber  doação.

Estruturação  e  Posseiros  

Durante  a  década  de  90  houveram  invasões   que  não  puderam  ser  combatidas  a  tempo;  
 Mas atividades  desenvolvidas  nos  últimos  7  anos   vem  garantindo  a  manutenção  e  ocupação  da   área;  Ainda  há  muita  floresta  a  ser  preservada. Atraves das expedições e diversas de visitas  e trabalhos realizados no Seringal Novo Encanto nossa presença vem sendo constante, garantindo a preservação do local e nossa floresta de pé.


Investindo em Eco-Turismo

A partir de 2007  as expedições se tornaram a principal atividade  garantindo a manutenção das estruturas e na geração de renda auxiliando no plantio de Mariri, Chacrona e arvores de lei.


Outros  Trabalhos  Realizados

Artesanato  com  borracha  nativa.

  • Plantio  de  Roças;
  • Plantio  de  árvores  por  meio  de   técnicas  agroflorestais. 
  
Fabricação  de  Mobiliários 

17 de outubro de 2013

Permacultura - anotações de um curso


No mês de maio de 2009, participei de um curso de Introdução à Permacultura ministrado por pessoas ligado ao Instituto de Permacultura Organização, Ecovilas e Meio Ambiente (IPOEMA). Este é um instituto que possui sede e atuação no Distrito Federal, formado por jovens que escolharam para suas vidas pessoais e profissionais um trabalho ligado ao meio ambiente e ao aproveitamenteo consciente dos recursos naturais. Esse curso será ministrado em módulos e terá foco em Bioconstruções devido a necessidade do núcleo que sediu o curso.

O primeiro módulo foi bem motivador e inspirador. Em poucas palavras podemos dizer que a permacultura, ou cultura permanente, é o design (desenho, planejamento) para criação de ambientes humanos sustentáveis. Dentro desse ampla definição podemos encontrar um conjunto de técnicas para lidar com o manejo de plantas, animais, edificações e a infra-estrutura (água, energia, comunicação). O diferencial e caraterístico da permacultura é que além da parte teórica, o foco está na ação. Nesse sentido ao invés de apenas diagnosticar problemas, a permacultura também aponta e realiza soluções práticas.

Três pilares: natureza, ancestralidade e tecnologia

As diversas aplicações práticas da permacultura baseam-se na conjunção de três elementos: no desenvolvimento de sistemas naturais utilizando-se da sabedoria anscentral aliado às novas tecnologias.

Em relação aos sistemas naturais, podemos dizer a permacultura trabalha com uma atenta observação e a identificação de padrões existentes na natureza, para a partir dessa observação pensar em sistemas que otimizam o aproveitamento das energias (sol, chuva, vento, etc.) presentes em um ambiente.

Condizente à sabedoria anscentral, a permacultura não ignora as técnicas e experiências já existentes em relação às técnicas de construção e de cultivo de plantas e animais. As novas tecnologias também não são ignoradas e estão presentes na permacultura principalmente para os trabalhos de documentação e difusão do conjunto de saberes coletados pela permacultura.

Ainda dentro do primeiro elemento, durante o curso tivemos uma aula e um exercício fascinante a respeito dos padrões da natureza. A idéia é que a partir da observação de fenômenos e elementos da natureza podemos identificar determinados padrões existentes na natureza e tentar aplicar esses padrões em nossos projetos e construções. Esses padrões são formas geométricas comuns em diversos elementos e níveis da natureza. Os quatro principais padrões trabalhados durante o curso foram: o circular, o radial, o espiral e o tessalônico.

Observar e saber identificar esses padrões na natureza é uma experiência riquíssima.

Além de tudo isso, a permacultura é muito mais que técnicas de bioconstrução, em um sentido mais amplo a Permacultura é também uma filosofia e um modo de vida. Permacultores também assumem responsabilidade sobre a sua propria vida e procuram realizar ações que sejam importantes para o seu próprio bem-estar, para o bem estar dos outros e para o bem estar do nosso Planeta. Por isso, existe uma ética sob a qual a permacultura é baseada. Esta ética está fundada em três princípios: o cuidado com a Terra, o cuidado com as pessoas e o compartilhamento de excedentes. Mas, isso já é assunto para um outro texto.

Para concluir, o gráfico conhecido como Flor da Permacultura, que sintetiza as idéias da permacultura.
Flor da Permacultura

Em um próximo texto apresentarei um passo-a-passo para a construção de uma espiral de ervas que me foi motivida pela participação deste curso.

8 de outubro de 2013

UDV cuidando do Seringal Novo Encanto

O Seringal Novo Encanto para quem ainda
 não conhece esse ambiente florestal é uma 
preciosa oportunidade de  aproximar  dessa 
dádiva da natureza. 

Em uma área de 8.125 hectares, situado no município de Lábrea, estado do Amazonas, na fronteira com o Acre, com  uma biodiversidade, de 381 espécies de plantas identificadas e uma grande variedade de sistemas hídricos com um rio, doze igarapés e seis lagoas. Sua aquisição e necessidade de preservação desta área deu origem à Associação Novo Encanto.

Almoço na casa do c. Luiz Máximo


Preparando o barco no seringal em julho de 1990.
Em 1990, no dia 23.07, M. Monteiro chegou de Campinas em Rio Branco-AC e nos preparamos para ir ao Seringal. 

Aguardamos a documentação da compra do  seringal e em 25.07.1990 após o almoço na casa do C. Luiz Máximo  de onde saimos em direção ao Seringal: Maciel, M.Monteiro, Lais, C.Antônio, Jeferson, Jesus, Luciano, Lula, Carlos Augusto (Guto) e Sandra Palmeira.














Fotos:Sandra Palmeira e Lais

Sandra Palmeira, julho de 1990

4 de outubro de 2013

Memórias do Encontro Nacional da Novo Encanto 2013 - BSB

Sentados: Rosângela  Schittini, monitora  no N. Mestre Manoel Nogueira; M. Monteiro, presidente de honra da Novo Encanto e Camila Valle. Em pé: Vicente Vedanta, Jerfeson, Leonel Sirilis, monitor no N. Rei Inca, Graziene.


Ao participar de um encontro institucional cujo o tema é  o ambiente em que vivemos, é no mínimo gratificante encontrar nossos pares, onde todos comungam os mesmos ideais ao mesmo tempo em que vemos o quanto trabalho temos pela frente, vemos também que não estamos sós, e que mais andorinhas chegam para somar. Assim foi o encontro nacional da Novo Encanto. Tivemos oportunidades de trocar experiências, vivenciar e aprender novas formas de lidar com  as dificuldades comuns  buscando as facilidades para compartilha-las. Voltamos renovados em nossas esperanças de fazer um mundo melhor, acreditando que unidos somos mais fortes e eficazes. Nesse encontro foi feito o lançamento do Manual da Monitoria que  traz uma orientação da instituição Novo Encanto em sua nova qualificação de Organização da Sociedade Civil de Interesse Publico (OSCIP) e contando a historia de sua origem à mais de 22 anos.




Mutirão de Bioconstrução

Nós do Nucleo Mestre Manoel Nogueira aproveitando a força do encontro, nos dias 22 e 23 de setembro promovemos um mutirão de bioconstrução  no condomínio do núcleo, como parte da educação ambiental proposta no Manual da Monitoria.
Bioconstruindo.


Rosângela Schittini
Monitora NE  N. Mestre Manoel Nogueira
Goiânia - GO

15 de setembro de 2013

Monitoria Rainha da Luz: um Núcleo ABC

Durante estes primeiros anos de trabalho da monitoria da Novo Encanto no Núcleo R. L. iniciamos pelo mais básico, que em nosso caso era solucionar o problema da antiga fossa negra que servia a propriedade e já estava comprometida. Com o voto de confiança dado pela direção do núcleo, principalmente através do apoio do C. Rinaldo, a proposta de construção de uma “fossa ecológica” foi aceita e realizada pela própria irmandade, inclusive a escavação no terreno pedregoso que nos rendeu umas 5 ou 6 escalas de trabalho duro, união e boas recordações!

Um Núcleo ABC, começa pelo A, de Água e assim iniciamos o trabalho no então “Pré-Núcleo R. L.” antes mesmo de haver uma monitoria da Novo Encanto formalizada, realizando o tratamento da água negra, proveniente das privadas, evitando a contaminação das águas subterrâneas que utilizamos em nosso poço artesiano e produzindo boas safras de bananas bem adubadas!

Na sequência deste trabalho foi realizada a construção de um sistema de tratamento da água cinza (toda a água usada que não vem das privadas). Este sistema, por não ser usual, não dispunha de literatura ou cartilha didática que pudesse nos orientar em sua construção, que desta forma foi feita de maneira experimental, exigindo muitas adaptações para corrigir os defeitos que surgiram ao longo de seu desenvolvimento. Sua conclusão demandou mais de 1 ano de trabalho, muita paciência e perseverança!

Concluído o tratamento de toda a água utilizada no núcleo, passamos ao gerenciamento dos resíduos sólidos. Estes eram descartados no lixão do município de Bonfinópolis, desprovido de qualquer processo de tratamento, contribuindo com o risco de contaminação tanto do solo quanto do lençol freático daquela região, utilizado para captação de água de diversas famílias.

O primeiro passo foi realizar a triagem do material reciclável que o núcleo produz. Lixeiras apropriadas à coleta seletiva foram adquiridas com recursos da tesouraria somados às contribuições mensais dos sócios da Novo Encanto. Para armazenar este material até o momento de repassá-lo às cooperativas de reciclagem, foi feito um depósito utilizando-se um material renovável e bastante versátil: o bambu. Esta iniciativa teve por objetivo tanto a educação ambiental quanto a solução prática de construção. Foi realizada uma oficina de tratamento das varas de bambu através de uma técnica artesanal, utilizando-se fogo e verniz.

Esta oficina serviu também como uma oportunidade didática abordando temas como a importância da reciclagem, do manejo adequado de resíduos e do uso de materiais renováveis  na construção. Forma construídas composteiras de metal para a transformação dos resíduos de alimentos em adubo para o plantio.

Com estas ações chegamos mais próximos do ponto de “Emissão Zero” de resíduos no Núcleo R.L., com o tratamento/destinação adequados de praticamente todo o resíduo líquido e sólido gerado pelo núcleo. Nosso objetivo é que além desta ação prática no âmbito da UDV, este exemplo seja repetido em casa pelos sócios do núcleo.

A próxima meta da monitoria é a consolidação da parceira Novo Encanto e Departamento de Plantio, atuando no sentido da implementação plena das técnicas de manejo agroflorestal na área de plantio existente e na expansão do plantio em áreas que hoje se encontram degradadas com a presença de pastagem e que podemos recuperar com a implementação de agrofloresta, que além de possibilitar o cultivo do mariri e chacrona e gerar mais equilíbrio àquele ecossistema, pode nos garantir recursos financeiros a curto, médio e longo prazo.

Leandro Moura _ Monitor da Novo Encanto do N.R.L

3 de setembro de 2013

Encontro Nacional da Novo Encanto 2013 - gratidão


Participantes do Encontro Nacional


Quero expressar meu sentimento de gratidão a todas as pessoas que estiveram envolvidas na realização deste encontro nacional da NE, pois superou minhas expectativas, nós pudemos ter uma troca de experiências bem legal, voltamos com um tanto de idéias que vamos buscar um jeito de por em prática. 

Participamos do grupo de projetos pois já trabalhamos nesta área só que no âmbito cultural, então estamos unidos com as outras unidades administrativas aqui do entorno Goiânia em busca de elaborar um projeto ambiental que atenda a região,alem do projeto de um viveiro educativo, onde serão produzidas mudas dos 9 Vegetal e árvores em processo de extinção como o Mogno e o Jacarandá em andamento, também estamos em parceria para fazer a construção de uma nova ferramentaria com tijolos de adobe e a adequação do antigo espaço da ferramentaria em banheiro, tendo a água dos chuveiros com aquecimento solar  de garrafa pet.


Esses são nossos atuais projetos e depois do encontro surgiram novas idéias.

Desejo a todos Felicidades.

Com meus votos de Luz Paz e Amor.


Srilis Leonel Mourão
Monitoria NRI
Aparecida de Goiânia-GO
8ª Região